Como a tecnologia pode contribuir no setor de gás?

A demanda por gás natural no Brasil vem crescendo 6% a cada ano nos últimos 21 anos, em função da elevação no consumo de grandes clientes, especialmente as termelétricas e as indústrias. Para acompanhar essa crescente, bem como suprir a distribuição doméstica de maneira eficiente, as companhias do setor precisam utilizar-se de artifícios facilitadores e buscar soluções na tecnologia, que é grande contribuinte na viabilização desses processos.

E é a partir desse contexto que começamos a discutir sobre o conceito de Indústria 4.0, que inclui a automação, automatização de tarefas e formulações de novos tipos de produção. Isso traz agilidade, aumento da produtividade e integração completa entre gestão e operação. 

Mas afinal, quais são as possibilidades do uso de tecnologia no setor de gás? É sobre isso que falaremos no conteúdo a seguir. Confira:

Recursos tecnológicos que auxiliam o mercado de gás

botijão de gás

Uma coisa é fato: a transformação digital vem revolucionando de forma acelerada as operações de empresas, independente do segmento de atuação. Isso inclui as mudanças no setor de gás, que tem contado cada vez mais com os avanços tecnológicos para revolucionar as formas de operação. 

Fabricio Yukio, líder técnico aqui na Imaginedone, acredita que a tecnologia é o que gera maior ‘Retorno sobre Investimento’ – ROI – para as empresas. “No caso específico do setor, ela pode facilitar a interação do consumidor nos processos de compra do Gás ou instalação local de equipamentos”, afirma. Além disso, como lembra Fabricio, o uso da tecnologia “diminui a burocracia, corta caminhos e melhora a experiência do usuário em relação a processos técnicos e complexos”.

E foi pensando nisso que listamos algumas tecnologias que podem fazer toda a diferença no setor. Afinal de contas, a inovação caminha junto com o crescimento de qualquer empresa.

Big Data

Empresas de gás precisam lidar com uma quantidade enorme de dados, que são gerados desde o processo de extração da matéria até a fase final de distribuição. Com recursos como o Big Data, é possível coletar e analisar uma quantidade imensurável deles, em tempo real e a custos menores. 

Sabemos que o uso de dados é extremamente importante nos negócios. Hoje, empresas que possuem capacidades analíticas mais avançadas certamente estão ultrapassando a concorrência com grandes margens de mercado. Afinal, com o acesso à informações precisas, a execução de tarefas cotidianas, definição de estratégias e planos de ação, se tornam mais assertivas e satisfatórias.

Machine learning

O machine learning é um braço da inteligência artificial que permite às máquinas terem percepção visual, fazerem reconhecimento de voz, apoiar tomadas de decisão, efetuarem a tradução entre linguagens, entre outras tarefas. 

Entre as diversas viabilidades proporcionadas pelo uso de Machine Learning,  pode-se fazer o gerenciamento de qualidade, identificação de tendências e padrões muitas vezes não identificáveis por olhos humanos, manutenção preditiva e otimização da cadeia de suprimentos. Além do uso em softwares e aplicações que estarão disponíveis ao consumidor final.

Por exemplo, ao invés de monitorar uma única variável, como a pressão diferencial em um reservatório de gás, os softwares de machine learning podem considerar diversos fatores importantes, como avaliações de equipamentos, vibrações sísmicas e gradientes térmicos. 

Internet das coisas (IoT)

Segundo a Research and Markets, a internet das coisas (IoT) é uma das mais importantes tecnologias para o setor de gás. Isso porque, o recurso integra softwares robustos para análise de dados a dispositivos equipados com sensores, gerando novos insights que, em tempo real, permitem automatizar processos, supervisionar a linha de produção à distância e aumentar a segurança do setor em todas as etapas. 

Jonathan C. Calixto, que também é líder técnico na Imaginedone, destaca que cada produto possui suas próprias necessidades e peculiaridades, mas que, no desenvolvimento de tecnologias para o setor de gás, “o que mais faz diferença é a utilização IoT (internet das coisas) e um sistema enxuto de backoffice”.

As vantagens do uso de IoT no setor de gás são inúmeras. É possível, por exemplo, fazer a manutenção preventiva, evitando gastos e paradas inesperadas na produção, o monitoramento das instalações, principalmente em regiões de difícil acesso, e a segurança dos trabalhadores que atuam em áreas de risco. 

Conheça o case da SupergasBras

SupergasBras
Imagem: SupergasBras. Reprodução: Internet.

Há mais de uma década no mercado, tivemos a oportunidade de desenvolver projetos para diversos clientes em diferentes setores, como de óleo e gás, por exemplo. Dentre as empresas que atendemos, está a SupergasBras. 

A Supergasbras é uma das maiores distribuidoras de gás liquefeito de petróleo do Brasil, também conhecido como Gás LP ou gás de cozinha. A empresa pertence ao grupo SHV Energy, líder mundial em gás LP, e produtos que atendem residências, pequenos comércios, fábricas e outros estabelecimentos que necessitam de gás como fonte de energia.

Diante de um cenário positivo e de crescimento, a SupergasBras nos procurou a fim de melhorar a experiência de compra de seus clientes e criar uma estrutura que permitisse que as bases de distribuição, bem como os revendedores espalhados por todo o Brasil, fossem capazes de atender aos milhões de clientes da marca.

Como relembra Fabricio Yukio, “Aplicativos Móveis e Aplicações Web, quando bem projetados, facilitam que o cliente seja bem sucedido nas interações com a empresa”. Para solucionar os desafios da SupergasBras, criamos seis aplicações integradas entre si: aplicativo, Super Botão, API de pedidos,  sistema de revenda, central administrativa e relacionamento com clientes. 

Dentre os projetos desenvolvidos com a empresa, temos o “Sempre gás”, que como explica Jonathan C. Calixto, é “um projeto que fornece aos usuários finais a experiência de gás encanado sob demanda, onde o cliente paga somente pelo que utilizar e nunca fica sem gás em sua residência/estabelecimento”.

E o “Sempre gás” é um ótimo exemplo prático de como a tecnologia pode contribuir no setor, afinal de contas, a aplicação é repleta de recursos e soluções inovadoras. “Todo processo começa na casa do cliente da SupergasBras, que é o consumidor final. Ele vai ter uma balança (em casa), que é instalada na rede elétrica e que comunica com nosso servidor através de uma conexão chamada LoRa”, explica Jonathan.

A conexão LoRa é mais segura do que conexões convencionais, como o 3g. Utilizamos esse modelo para evitar ataques hackers, tanto na balança, quanto no nosso servidor. Quando o sistema realiza a leitura da balança é enviada para o nosso servidor, onde é armazenado em nosso banco de dados, possibilitando que um admin gerencie todo o projeto e faça as ações necessárias.

O “Sempre gás” possui duas frentes mobile. Uma disponível ao cliente, onde ele consegue ver o status do seu gás, como o consumo atual, fatura, agendamento de trocas, e o app do instalador, onde são disponibilizados informações técnicas para manutenção do serviço.

Como você viu, existem diversas tecnologias que podem ser implementadas no setor de gás para otimizar as operações, gerar diferencial competitivo e potencializar os resultados das empresas. 

“Antigamente a tecnologia era um diferencial, hoje é fator de nivelamento. Quem não usa, já começa em desvantagem”, afirma nosso líder técnico, Fabricio Yukio. “A tecnologia contribui de várias maneiras no setor, inicialmente organizando e agilizando processos, depois descobrindo e abrindo novas possibilidades com a economia de esforços e ganho de tempo”, finaliza.

Se você gostou deste conteúdo, confira também nosso artigo sobre 5 soluções tecnológicas que podem aumentar as vendas!

Até mais!!

CONTATO

Achou esse artigo útil? Então compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Cadastre-se gratuitamente para receber nosso conteúdo