AWS ou Azure? O que são e quais as diferenças entre eles

Mesmo em meio à pandemia, a expectativa é que o investimento em nuvem pública cresça 23% em 2021, totalizando $332,3 bilhões, segundo dados da Gartner.

Existem vários provedores disponíveis atualmente para atender a essa alta demanda, mas hoje vamos focar em dois gigantes do mercado: AWS e Azure.

Qualquer nuvem, assim como tudo na vida, tem vantagens e desvantagens. Neste artigo, nós vamos ajudar a entender melhor cada uma dessas opções para fazer uma escolha consciente. Vamos lá?

Qual é a importância da Cloud Computing?

A Cloud Computing tem ganhado cada vez mais espaço mundialmente. Diversas empresas já perceberam que trabalhar com computação em nuvem torna os processos mais simples, rápidos, eficientes e seguros.

Isso sem falar na redução de custos que essa tecnologia proporciona. Com a adoção desse tipo de tecnologia, as empresas aumentam ou reduzem recursos de acordo com as demandas do negócio — evitando o desperdício e mantendo a qualidade dos serviços.

Além disso, a provedora será responsável por alojar, refrigerar e garantir a segurança dos data centers. Todo esse cuidado com o centro de processamento de dados também representa altos custos para a empresa.

Não é por acaso que grandes empresas internacionais, como Google, Netflix, Airbnb, entre várias outras, investem nesse tipo de tecnologia. Estamos falando de uma grande inovação tecnológica que veio para ficar e evoluir cada vez mais.

Sendo assim, ficamos felizes que você já tenha entendido isso e esteja em busca do melhor provedor de Cloud Computing para a sua empresa.

O que é AWS?

A AWS (Amazon Web Services) é uma das maiores plataformas de nuvem do mundo. Ela oferece infraestrutura confiável e escalável e um excelente contingente de datacenters — são 80 zonas de disponibilidade em 25 regiões do globo.

Criada em 2006, atualmente ela oferece mais de 200 soluções e já atendeu a milhões de clientes. Sem dúvidas, a extensa gama de serviços é um dos pontos que ganha destaque na AWS. Alguns deles são:

  • arquivamento;
  • backup e restauração;
  • blockchain;
  • migração para a nuvem;
  • internet das coisas;
  • nuvem híbrida;
  • hospedagem de sites.

O que é Azure?

É o serviço de gerenciamento de dados na nuvem da Microsoft. Inclusive, um dos principais diferenciais dessa plataforma é a sua capacidade de integração com outros produtos da empresa, como o Windows Server e o SQL Server.

A plataforma Azure foi lançada em 2010, mas também já está presente em várias regiões do mundo (apesar de ainda não alcançar a concorrência nesse aspecto). Os datacenters estão disponíveis na China, na Indonésia, no Brasil, nos Estados Unidos, entre outras áreas.

Conheça alguns serviços oferecidos:

  • desenvolvimento e teste de plataformas;
  • migração para nuvem;
  • blockchain;
  • nuvem híbrida;
  • análise de escala;
  • bancos de dados gerenciados.

Qual é a melhor escolha: AWS ou Azure?

É muito natural ficar em dúvida entre contratar AWS ou Azure. Além de serem dois provedores confiáveis e eficientes, as plataformas contam com várias coisas em comum e oferecem uma grande variedade de soluções para todos os tipos de nuvem.

Por isso, para facilitar a sua decisão, vamos citar alguns critérios e detalhar como eles funcionam em cada opção, quais são as similaridades, vantagens ou desvantagens de cada uma.

Preço e modelo de cobrança

Na AWS, o pagamento dos serviços é feito de forma individual, ou seja, o cliente paga pelo que utiliza e cancela quando quiser, sem pagar taxas a mais por isso. As formas de pagamento se dividem em:

  • pagamento conforme o uso: custo calculado com base nos recursos utilizados pela empresa;
  • economize ao reservar: em alguns produtos, como o Amazon EC2 e o Amazon RDS, é possível reservar instâncias e receber descontos de até 75% por pagar adiantado;
  • pague menos quando usar mais: em alguns serviços, o preço é calculado em camadas, portanto quanto mais o cliente usar, menor será o valor por GB.

 

A plataforma disponibiliza uma calculadora de estimativa de custos. O Azure também cobra apenas pelos recursos utilizados, permite que o cancelamento seja realizado a qualquer momento e também disponibiliza uma calculadora de preço. Como concorrentes diretas, estrategicamente elas têm preço e formas de pagamento parecidas.

Inclusive, no site do Azure, ele garante correspondência nos preços cobrados pela AWS. Veja a tabela disponibilizada:

SERVIÇO DO AZURE

CORRESPONDÊNCIA DE PREÇO

PREÇOS

VMs (máquinas virtuais) do LinuxAWS EC2*A partir de R$ 0,020 por hora
FunçõesAWS Lambda*A partir de R$ 0,980 por milhões de execuções
Armazenamento do blob de blocos (ZRS HOT)Amazon S3 Standard*A partir de R$ 0,111 por GB por mês
Armazenamento do blob de blocos (ZRS COOL)Amazon S3 Standard-Infrequent Access*A partir de R$ 0,062 por GB por mês

Escalabilidade

As duas empresas oferecem um ótimo nível de escalabilidade. Isso significa que dispõem de tecnologias para reduzir ou aumentar os recursos de forma inteligente, de acordo com as necessidades do cliente. Na AWS, isso é proporcionado pelo o Auto Scaling, e, no Azure, pelas seguintes soluções:

  • Virtual Machine Scale Sets;
  • Azure App Service Scale Capability (PAAS);
  • Azure AutoScaling.

Serviços gratuitos

Felizmente, as duas plataformas oferecem contas gratuitas para que os usuários experimentem os serviços antes de fazer um investimento. A conta gratuita do Azure fica disponível por 12 meses e dá direito a várias funcionalidades, entre elas:

  • 25 GB de armazenamento gratuito (Azure Cosmos DB);
  • 250 GB de bancos de dados SQL;
  • 750 horas de máquinas virtuais no Windows e a mesma quantidade no Linux;
  • criação de ambientes de desenvolvimento e testes (sempre gratuito).

 

Agora, confira alguns dos serviços oferecidos no nível gratuito da AWS, que também pode ser aproveitada por 12 meses:

  • 25 GB de armazenamento gratuito (Amazon DynamoDB);
  • 750 horas de capacidade computacional redimensionável na nuvem;
  • 90 minutos de Amazon Connect (central de contatos do serviço);
  • 5000 usuários mensais no Amazon Pinpoint (notificações por push).

Segurança

AWS e Azure são reconhecidas por investirem muito em práticas de segurança. Estão entre as medidas:

  • conformidade com os regulamentos vigentes (CSA STAR, GDPR, HIPPA, PCI-DSS, ISO);
  • criptografia;
  • firewalls;
  • soluções de gerenciamento e acesso de usuários.

Latência

A latência, o período de tempo entre a solicitação do cliente e a resposta do servidor, é aspecto que precisa ser considerado na hora de contratar esse tipo de serviço.

De acordo com o relatório 2021 Cloud Report, elaborado pelo Cockroach Labs, a AWS tem a menor latência do mercado, mas é seguida de perto pelo Azure.

Implementação

As duas empresas oferecem uma extensa documentação sobre todos os seus serviços, o que é ótimo para a equipe de TI. A AWS fornece uma plataforma que facilita a criação e a disponibilização de aplicativos.

Por sua complexidade e maior número de recursos, gerenciar a AWS é um desafio para profissionais inexperientes. Para evitar problemas, vale a pena ficar atento ao grau de conhecimento da equipe de TI antes de fazer a contratação do serviço de nuvem.

Já descobriu qual é o melhor provedor de nuvem para o seu negócio? Como vimos, AWS e Azure são nuvens de alto nível e com certeza entregam qualidade e segurança aos seus clientes. Para tomar a sua decisão, você precisa fazer um planejamento, entender as necessidades, capacidades e objetivos da sua empresa.

Se uma equipe já está acostumada a trabalhar com produtos da Microsoft, por exemplo, pode ser mais interessante investir no Azure. Agora, se o objetivo é ter o máximo de escalabilidade, recursos e disponibilidade, talvez a AWS seja a melhor alternativa. Também não se esqueça de que você pode fazer testes, entender qual solução é a melhor e combinar recursos das duas.

Esperamos que tenha gostado deste artigo. Aproveite a visita para conferir outros artigos sobre Cloud Computing no nosso blog!

Achou esse artigo útil? Então compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Cadastre-se gratuitamente para receber nosso conteúdo