Integrando setores: uma estratégia que vai além da inovação

Cada vez mais empresas têm entendido que a integração de setores é uma estratégia que traz inúmeros benefícios no dia a dia da organização. Quando colaboradores se unem em prol de um objetivo em comum, todos os setores saem ganhando.

Diferente de modelos de trabalho passados, onde empresas possuíam setores que atuavam em departamentos isolados entre si, com equipes imersas em burocracia e processos que não eram nem um pouco funcionais e dinâmicos, hoje, a integração tem se mostrado essencial para a produtividade das corporações.

E quando abordamos a integração enquanto uma estratégia essencial, é de fato uma verdade. Por exemplo, negócios que possuem uma organização setorista muito restrita, tendem a oferecer um atendimento menos eficaz aos seus clientes em decorrência da falha de comunicação entre as equipes. 

Sabemos que promover a integração de setores pode não ser uma tarefa fácil para gestores, pela necessidade de alinhamento cultural e organizacional da empresa. 

Entretanto, é preciso ter em mente que todo começo é desafiador e apresentará obstáculos. Enquanto gestor, é essencial que o colaborador encontre maneiras de diminuir esses impactos.

Mas, às vezes, o desafio pode parecer maior do que realmente é. Aliás, hoje em dia, com a ajuda de tecnologias novas e disruptivas, todo esse processo pode ser facilitado e se tornar menos traumático para todos.

É preciso ter em mente que esse processo é necessário e que as vantagens serão imensas. Tanto para o dia a dia do time, quanto para o bem da organização.

Qual a importância de desenvolver uma gestão empresarial integrada?

Integrando setores: uma estratégia que vai além da inovação, Imaginedone

Antes de tudo, é preciso compreender o que é uma gestão integrada.

De forma resumida, uma gestão integrada é aquela onde há a unificação de todos os setores da empresa, a partir de um sistema inteligente que abarca todos os dados e processos da organização, oferecendo as principais informações em um único ambiente.

Entendendo o que é uma gestão integrada, compreende-se que ela está diretamente ligada ao uso da tecnologia. Mas não é para menos, afinal de contas, a tecnologia é uma grande aliada das empresas, especialmente aquelas que desejam sair à frente da concorrência.

O relatório Gartner Hype Cycle for CSS Technologies, de 2022, revelou que há quatro pilares que norteiam e impulsionam a inovação tecnológica em organizações, sendo eles: conexão, orquestração de processos, conhecimento e percepção, além de gerenciamento de recursos.

Esses dados, além de ilustrar uma realidade oriunda do mercado atual, nos mostram que os principais processos enfrentados por empresas em uma crescente exponencial, são possibilitados a partir de um suporte tecnológico.

Conexão, orquestração de processos, conhecimento e percepção e gerenciamento de recursos são procedimentos que partem de dentro das organizações e refletem em sua atuação comercial. 

Por isso, promover a integração entre setores é uma ação que se refletirá em todo o funcionamento da empresa. Não só internamente, como também, mercadologicamente falando. E tudo isso vai além da ânsia por inovação, se tornando uma necessidade cada vez mais forte e presente nos negócios.

E se engana quem pensa que a estratégia é uma realidade somente para grandes empresas.

Hoje, sistemas que promovem integração de dados estão cada vez mais acessíveis e disponíveis no mercado. É preciso procurar uma consultoria especializada que fará uma análise do negócio e indicará a melhor solução.

Principais benefícios da integração de setores

Integrando setores: uma estratégia que vai além da inovação, Imaginedone

Como vimos, a integração de setores trás inúmero benefícios para qualquer negócio.

Mas para que a estratégia aconteça efetivamente, é importante que haja uma mudança organizacional na cultura de trabalho da empresa.

A seguir, separamos alguns pontos que podem ser trabalhados para que a estratégia seja bem sucedida.

Acompanhe:

1 – Comprometimento 

Comprometimento é a palavra chave. Para que ocorra integração, é preciso que haja comunicação. O time deve trabalhar em harmonia, se comprometendo em torno de um objetivo comum, que deverá ser definido pelo gestor.

Quando cada colaborador sabe de seu propósito e entende sua importância no todo, ele se sente parte do processo.

2 – Comunicação

A integração promove a cumplicidade e estimula uma comunicação mais efetiva. Isso porque, o trabalho em conjunto é uma forma super eficaz de quebrar a crença competitiva que, geralmente, é perpetuada no ambiente de trabalho.

Diversas empresas têm adotado modelos de trabalho colaborativos, com espaços compartilhados que integram as equipes, justamente para estimular a troca entre os setores e aumentar a produtividade do time.

Um exemplo é a LATAM Airlines. 

“O Grupo LATAM ocupa 10 andares do Edifício Espaço Empresarial Nações Unidas, em São Paulo, além da cobertura. Ao longo de toda essa área foram criados espaços colaborativos e estações de trabalho individuais e compartilhadas. Ambientes abertos e salas transparentes favorecem a troca de ideias entre os funcionários nos processos e atividades desenvolvidas pelo grupo”, relata a Arquiteta Claudia Andrade, uma das responsáveis pelo projeto. 

3 – Maior produtividade 

Utilizando um sistema todo integrado, a equipe consegue aumentar seu desempenho. Isso acontece devido a facilidade de obter informações. 

Sistemas inteligentes que reúne dados de todos os departamentos da empresa em um único software, permite que qualquer colaborador acesse, quando e onde quiser, aquilo que necessita. Dessa forma, ganha-se tempo e evita-se situações de estresse e mal estar entre o time.

Essa integração pode ser feita por ERPs e CRMs, por exemplo, que além de reunir as informações dos clientes, irá reduzir a burocracia, demora das ações e custos operacionais.

4 – Redução do absenteísmo

Uma cultura que valoriza o trabalho em equipe reduz ambientes de competitividade tóxica e faz com que todos se sintam valorizados.

A empresa torna-se um lugar de trabalho agradável, aumentando a motivação dos colaboradores e promovendo um ambiente colaborativo .

Integração na prática: o case IRB Brasil

Integrando setores: uma estratégia que vai além da inovação, Imaginedone

A IRB Brasil RE é uma empresa especializada em resseguros que atua em todo o mundo. Em termos gerais, a companhia indeniza outras seguradoras por prejuízos que possam vir a ocorrer em decorrência de suas apólices, envolvendo desde patrimônios a riscos nucleares.

A IRB nos procurou a fim de otimizar seu fluxo de informações, promovendo uma integração entre seus setores.

Conseguimos resolver esse desafio a partir da implementação de um sistema robusto e inteligente, que permitiu o gerenciamento de todos os fluxos de dados em um único local, promovendo a centralização de processos da empresa.

Hoje, a empresa atua sob uma metodologia integrada, tendo uma visão 360 de todo o negócio.

Para saber mais detalhes do case da IRB, clique aqui.

Como vimos, a integração de setores é uma estratégia que vai muito além da inovação e deve ser levada em conta por empresas e gestores que almejam potencializar seus resultados e sair à frente da concorrência.

Mas se você tiver dúvidas sobre o tema ou precisar de ajuda para implementar um sistema de gestão integrativo, entre em contato com a gente.

Integrando setores: uma estratégia que vai além da inovação, Imaginedone

Achou esse artigo útil? Então compartilhe!

Cadastre-se gratuitamente para receber nosso conteúdo