Notice: Undefined offset: 1 in /home/imaginedone/imaginedone.com.br/wp-content/plugins/seo-by-rank-math/includes/modules/schema/snippets/class-primaryimage.php on line 40

Notice: Undefined offset: 2 in /home/imaginedone/imaginedone.com.br/wp-content/plugins/seo-by-rank-math/includes/modules/schema/snippets/class-primaryimage.php on line 41

O que é MVP e qual a importância dele para seu negócio?

O número de empresas no Brasil cresceu exponencialmente nos últimos anos. Em 2020, houve um aumento de 17,1% em relação ao mesmo período de 2019, mostrando que o empreendedorismo é uma tendência no país. Porém, com a grande concorrência, são necessárias estratégias efetivas para que um negócio se destaque, e uma delas é a aplicação da metodologia MVP.

Você já ouviu falar sobre essa sigla? Neste artigo, você vai entender o que é essa estratégia, como ela funciona e os benefícios que gera para uma empresa. Além disso, veja como aplicar o MVP de forma correta e eficaz. Boa leitura!

O que é MVP?

O termo MVP é uma abreviação do inglês para Minimum Viable Product. Na tradução literal, o Produto Mínimo Viável tornou-se uma ferramenta muito utilizada pelos empresários para testar produtos diante do mercado e entender quais são as possíveis melhorias.

É importante destacar que o MVP não realiza lançamentos de produtos finais, fazendo apenas um protótipo que configura funcionalidades cabíveis para o mercado e que entreguem para o consumidor uma versão simplificada da mercadoria.

Esse processo ocorre para que o empresário entenda qual é a aceitação do público em relação ao seu lançamento, além das possíveis otimizações para que esse teste passe por um novo processo e chegue a sua etapa final.

Exemplo real de MVP no mercado

Para que você se familiarize melhor com essa metodologia, separamos um exemplo bastante significativo de MVP que resultou em uma empresa de grande sucesso no mundo inteiro.

O famoso Facebook foi lançado primeiramente como “The Facebook”. A rede social conectava apenas estudantes universitários de regiões próximas e permitia que os jovens trocassem mensagens pela plataforma.

A simplicidade conquistou inúmeros usuários e fez com que Mark Zuckerberg buscasse otimizações e se transformasse em um produto final de extrema qualidade. Hoje em dia, o Facebook é a rede social mais usada no mundo.

Vale a pena ressaltar que o processo de MVP pode ser contínuo. O Facebook foi entregue como produto final, mas sempre surgem atualizações em suas funcionalidades.

Quais são os benefícios do MVP para sua empresa?

Para você que está pensando em adotar a metodologia MVP em sua empresa, afirmamos que existem vários benefícios nessa escolha! Multinacionais utilizam a estratégia como braço direito e você pode ser mais um a aproveitar as vantagens.

Por isso, separamos aqui alguns benefícios dessa metodologia em relação a outras estratégias para que o seu negócio desenvolva produtos de qualidade que realmente agradem aos consumidores.

Economia

Em primeiro lugar, não poderíamos deixar de falar sobre a economia que o Produto Mínimo Viável traz para uma empresa. A estratégia é desenvolver um produto com configurações simplificadas que sirvam como o protótipo de uma mercadoria em desenvolvimento.

Com isso, em vez de apostar em uma mercadoria que ainda não foi testada pelo público geral, a empresa coloca em circulação o modelo reduzido para que os consumidores deem as suas opiniões acerca de possíveis melhorias, pontos positivos, entre outros.

É por meio do feedback dos clientes que os empresários devem construir o produto final, com todas as otimizações que atendam aos pedidos dos consumidores. O protótipo, então, reduz custos da criação de mercadorias completas e diminui o risco de gastos excessivos em situações nas quais o público não aprova e é preciso recomeçar todo o projeto.

Aprovação do mercado

O grande benefício da metodologia MVP se encontra na aprovação do mercado. Os empresários sempre buscam desenvolver projetos que sejam aceitos pelos consumidores, mas entender a variedade do público (mesmo que ele seja segmentado) não é uma tarefa fácil.

Imagine que você desenvolva vídeo games para jovens. Mesmo que coloque as principais características que essa faixa etária apresenta nas pesquisas, existem muitas variáveis, sendo necessário realizar anteriormente um teste para saber qual a reação dos possíveis clientes.

Se grande parte dos jovens recusam, por exemplo, jogos em 2D que estão como teste no MVP, é imprescindível retirar os modelos do ar e colocar aqueles que foram mais procurados pelo público. Com isso, a aprovação é maior, o que interfere diretamente no seu número de vendas.

Rapidez

Por fim, não poderíamos deixar de falar sobre a rapidez em desenvolver um produto por meio da metodologia MVP. Muitas pessoas acreditam que criar um protótipo e colocá-lo no mercado é uma forma de prorrogar e estender ainda mais o lançamento, contudo não é dessa maneira que funciona.

Com as análises do mercado e feedbacks dos consumidores, é possível corrigir erros mais rapidamente, além de avaliar quais outros pontos podem melhorar ou já estão perfeitos para o lançamento. Com um produto mínimo, então, é possível entender o que o público realmente deseja e desenvolver de maneira mais ágil.

É válido ressaltar que deve haver um período de circulação da versão simplificada no mercado e que profissionais especializados acompanhem a repercussão que gira em torno deste produto.

Como criar um MVP?

Até este instante, a teoria do MVP é fundamental para qualquer empresa. Porém, colocá-la em prática não é tão simples como parece. Para isso, é necessário seguir uma série de estratégias a fim de que o seu produto final seja uma inovação em tecnologia e em muitos outros aspectos para o mercado.

Portanto, separamos aqui algumas dicas para aplicar essa metodologia de forma eficaz em sua empresa. Confira!
Conte com colaboradores especializados

O primeiro passo para que uma estratégia de Produto Mínimo Viável seja colocada em prática é o recrutamento de colaboradores especializados, que tenham formação em áreas de interesse para a empresa e que demonstrem verdadeiras habilidades na hora de aplicar a metodologia.

A equipe que monitora o teste simplificado precisa de profissionais que sejam qualificados para a área financeira para verificar se a verba da empresa é compatível com os planos de desenvolvimento da mercadoria, além de profissionais de engenharia social que saibam avaliar como o público está agindo diante do protótipo.

Existem também outros colaboradores com formações distintas que podem entrar na equipe, mas os mencionados são primordiais neste momento.

Entenda o público-alvo

A chave para construir uma estratégia MVP de qualidade é a busca por segmentar da melhor maneira o público-alvo de seu produto. Mesmo que você acredite, pelo senso comum, que a sua mercadoria atinge determinado grupo, é fundamental contar com a ajuda de especialistas para analisar a verdadeira persona.

Para isso, novamente, é preciso o auxílio de profissionais na área que saibam desenhar o perfil do consumidor e fazer o monitoramento dele no mercado brasileiro. Algumas dicas para isso são mapear o sexo, a faixa etária, a região e a formação (ensino).

Com esses quatro passos já é possível criar estratégias de anúncios pagos no Google e Facebook Ads e ver a resposta dos consumidores sobre o número de visualizações e vendas de seu produto. Mas para entender qual o verdadeiro público é fundamental fazer testes e analisar aquele que melhor se encaixa na sua pesquisa.

Defina objetivos e metas

Dentro da metodologia MVP, temos o constante monitoramento dos usuários em relação ao produto simplificado que está no mercado. Porém, mesmo que haja esse acompanhamento contínuo, é imprescindível que a equipe organize também objetivos e metas.

Os consumidores reagem de formas variadas e podem surpreender um time. Embora haja situações não planejadas, a empresa precisa de planos e caminhos para entender o que o público busca e colocar isso em prática o mais rápido possível (pois essa é a intenção do Produto Mínimo Viável).

Por isso, mesmo que você esteja esperando a reação do mercado diante do seu protótipo, tenha objetivos e metas guardados nas mangas para qualquer ocasião.

Atente-se ao relacionamento com os consumidores

Não poderíamos deixar de falar sobre o relacionamento com os consumidores. Uma das estratégias mais importantes não somente do MVP, mas do marketing digital, é manter um relacionamento próximo e saudável com os leads e consumidores de sua empresa.

Para isso, é essencial criar canais de comunicação de qualidade que, além de escutarem as opiniões sobre o produto, também façam o processo de venda e pós-venda da melhor maneira. Essas atitudes conquistam o consumidor e fazem com que o seu produto seja ainda mais requisitado.

Uma opção bastante interessante é deixar múltiplos canais de comunicação abertos enquanto a mercadoria simplificada estiver no ar e ampliar quando o produto final for lançado.

Como o MVP ajuda uma empresa na prática?

Entendemos até aqui que o Produto Mínimo Viável pode ser um grande aliado das empresas. Porém, você sabe como isso ajuda o seu negócio na prática? Mesmo que tenhamos mostrado o exemplo do Facebook, a multinacional ainda se destaca bastante dos micro e pequenos negócios.

O MVP para o empreendedor brasileiro é uma estratégia que procura, em primeira instância, criar um portfólio de qualidade. Se o negócio não tiver profissionais que desempenhem diferentes funções, criar muitas opções e não oferecê-las totalmente otimizadas, isso pode custar o nome da sua marca. Com pequenos testes, é possível criar uma lista de mercadorias que sejam realmente ideais para comercializar.

Além disso, o MVP ajuda o empresário a não tirar conclusões precipitadas sobre o seu público e a saber investir da maneira correta em produtos que realmente vão agradá-los. Com isso, temos uma combinação perfeita para desenhar a mercadoria ideal e entregá-la com sucesso aos clientes.

Desafios no uso do MVP

É importante salientar, antes de encerrarmos essa discussão, que a aplicação do MVP também envolve desafios para o empresário e que é necessário ter cautela. Mesmo que você tenha todos os passos que destacamos até aqui, para que o seu produto simplificado se transforme em uma mercadoria de sucesso, é necessária a inovação.

Um comércio inovador, que leve ao consumidor algo que ele ainda não experimentou (ou que tenha experimentado, mas que seja diferenciado), pode conquistá-lo e transformar a sua empresa em referência no mercado. Para isso, é primordial se aliar à tecnologia, uma vez que vivemos na transformação digital, e entender quais são as principais tendências do momento.

O maior desafio se encontra em estar atualizado e apresentar protótipos que sejam interessantes e inovadores para os consumidores. Feito isso, as chances de ser reconhecido no mercado são grandes. Por isso, destacamos:

  • é preciso ser inovador;
  • é fundamental combinar com tecnologias atuais;
  • é essencial ser ainda um Produto Mínimo Viável atrativo e interessante.

Para você que chegou até aqui, compreendemos juntos que o MVP é uma metodologia bastante interessante para quem está em busca de aceitação e desenvolvimento de produtos que realmente sejam de qualidade e que atendam ao verdadeiro público-alvo.

Entendemos também como funciona o processo de criação do Produto Mínimo Viável, como esse protótipo é essencial para analisar a opinião do público sobre possíveis otimizações e até mesmo os maiores desafios de implementar essas estratégias dentro de uma empresa.

Concluímos, então, que a inovação precisa vir em primeiro lugar, ancorada em todas as práticas que ensinamos ao longo do texto.

Se você está a fim de conhecer outros métodos para aplicar em seu negócio, entenda como a inovação tecnológica pode ser uma grande aliada nesse processo. Veja também outros artigos em nosso blog e conheça um pouco mais da Imaginedone!

Achou esse artigo útil? Então compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Cadastre-se gratuitamente para receber nosso conteúdo