Cibersegurança: sua empresa está realmente segura?

A transformação digital tornou-se a nova realidade do mundo. Proporcionou grandes soluções, quanto também novos problemas, como o dos crimes virtuais, aumentando a necessidade de todos investirmos na cibersegurança para proteção pessoal e das empresas.

Tudo está conectado à internet, utilizamos as tecnologias digitais para as atividades mais simples, quanto mais complexas.

Devido ao mundo digital ocupar um espaço tão essencial no nosso mundo, não cuidar da cibersegurança da sua empresa representa um grande perigo, um risco real à sobrevivência do seu negócio.

De acordo com estudo da Cybersecurity Ventures,  71% das organizações em todo o planeta foram vítimas de ataques cibernéticos em 2022. 

E nesse contexto, segundo a McAfee, o custo global do cibercrime pode ser superior a US$ 945 bilhões, ou pouco mais de 1% do PIB global.

Todas essas estatísticas demonstram que investir na cibersegurança é uma necessidade obrigatória para todas as empresas.

Você, dono de uma empresa de Construção Civil ou de um negócio de Óleo e Gás, imagine se você tivesse seus computadores e sistemas invadidos por criminosos virtuais, qual a escala de problemas que isso causaria?

Um ataque cibernético impacta um negócio de múltiplas maneiras, trazendo perdas financeiras, de dados e de outros recursos.

Espero que isso tenha despertado você a respeito da importância de investir na segurança digital do seu negócio. Agora, vamos descobrir mais sobre o assunto?

O que é Cibersegurança

Cibersegurança: sua empresa está realmente segura?, Imaginedone

A cibersegurança é  um conjunto de estratégias, ações e técnicas destinadas a proteger sistemas, redes, programas e equipamentos contra invasões maliciosas. 

Imagine o quanto de dados, informações e recursos estão armazenados e circulando diariamente pelos equipamentos, redes e nuvens no mundo todo? Tudo isso representa um grande tesouro para as empresas.

E é por isso que adotar medidas preventivas é tão importante em qualquer negócio. Especialistas dizem que sofrer uma invasão de sistema não é uma questão de “se”, e sim de “quando”. Segundo pesquisa realizada pela PurpleSec, estatisticamente, nenhuma empresa está 100% protegida.

Adotar medidas preventivas e se preparar para esse cenário é o que de fato fará a diferença quando o episódio acontecer. 

A cada dia, novos ataques ganham destaque na imprensa pela magnitude de seus danos. Agora, imagina aqueles que não são amplamente divulgados?! 

Por isso, a cultura da cibersegurança tem ganhado cada vez mais força no mercado. 

Empresas e seus colaboradores estão entendendo que prevenir é melhor do que remediar. Entendendo os riscos, os pontos fracos e as probabilidades que uma invasão sistêmica pode causar, é possível traçar planos de ação para, não só tentar evitar, mas também, se recuperar mais eficientemente quando ocorrer.

Dentro desse cenário, é importante entender quais são as possibilidades do negócio em seu atual momento e quais são as melhores estratégias para se blindar desse mal. 

Hoje em dia, temos diversas opções no mercado que certamente atenderão companhias de diferentes portes e realidades. E mesmo que uma se mostre mais eficiente do que outra, tudo dependerá, acima de tudo, de boas práticas adotadas pela empresa. 

Cibersegurança e suas vertentes: pequenas e grandes empresas

Cibersegurança: sua empresa está realmente segura?, Imaginedone

Tecnologia da Informação

Quando falamos em segurança da informação e na prevenção de ataques cibernéticos, logo pensamos em profissionais de TI. Isso porque, são eles os responsáveis por reconhecer o cenário em que a empresa se encontra e oferecer meios e estratégias para que os riscos sejam diminuídos e contornados.

Ter uma equipe de TI à disposição é sem dúvidas uma das melhores alternativas no combate a invasões e ataques hackers. Entretanto, dependendo do porte ou da realidade da corporação, isso nem sempre é possível.

Mas, uma dica para aquelas empresas que não podem arcar com um time de profissionais nessa área é contratar consultorias especializadas. Elas podem ser uma ótima opção para preencher essa lacuna sem a necessidade de investimentos exorbitantes.

Firewall e antivírus

Cibersegurança: sua empresa está realmente segura?, Imaginedone

São provavelmente o básico do básico quando pensamos em ataques cibernéticos. Para empresas de pequeno porte, são indispensáveis e certamente ajudarão a tornar seus dados mais protegidos.

Um firewall é um sistema de segurança de rede que restringe o tráfego da Internet, gerenciando os percursos de atividades web que podem ser permitidas e/ou proibidas em uma rede.

Já o antivírus é um software que, não só detecta, como impede e remove programas de software maliciosos, como vírus e worms.

Casos famosos de ataques cibernéticos

Yahoo

Em 2013 e 2014 criminosos atacaram virtualmente o portal Yahoo, tendo acesso a 500 milhões de perfis, o que colocou em risco 3 bilhões de contas.

Disney +

Depois do lançamento da plataforma streaming Disney+ no ano de 2019, ela recebeu uma forte reclamação de usuários relatando que suas contas foram invadidas por hackers. E os perfis desses usuários foram vendidos na internet pelos criminosos.

Sony

Famoso caso de vazamento de dados de usuários do Playstation Network, onde em 2011, 77 milhões de pessoas foram alvos dos ataques. 

Axie Infinity 

Em 2022, a rede de jogo NFT Axie Inifity foi atacada por criminosos cibernéticos, que identificaram falhas na blockchain Ronin, causando prejuízo de quase R$ 3 bilhões.

Todos esses ataques mencionados foram provocados através de estratégias e ações hackers ou maliciosas feitas utilizando ações que podem acontecer de diversos modos.

Os tipos comuns de ataques são: DDos, Malware, Phishing e Invasão interna. Todos eles utilizam estratégias e técnicas para roubar dados, para fazer uso ilegal e criminoso deles.

Dessa maneira, é muito importante investir na cibersegurança através de empresas que sabem proteger e combater todos esses tipos de invasões, sendo um trabalho especializado e de muito cuidado.

Como se proteger

Cibersegurança: sua empresa está realmente segura?, Imaginedone

A transformação digital possibilitou inovações para revolucionar o mundo dos negócios, tais como: melhoria dos processos, uso de dados, inteligência artificial, cloud computing, dentre outras coisas.

Contudo, se a sua empresa não se proteger adequadamente todos esses benefícios e inovações proporcionadas pela internet e as novas tecnologias estarão em risco.

Agora você deve estar se perguntando, como faço para proteger minha empresa e garantir a segurança digital dela? Para isso, vamos te ensinar iniciativas importantes.

Primeiramente, é essencial que a sua empresa crie um planejamento de cibersegurança, para avaliar as necessidades da empresa, a infraestrutura, gestão de risco e tipo de programa de segurança que deve ser implementado.

É importante definir uma política de segurança interna, traçando as diretrizes e mecanismos necessários para proteção cibernética da empresa.

Deve-se treinar os profissionais da empresa, especialmente, profissionais ligados às áreas tecnológicas e de TI em temas ligados à cibersegurança. 

Sendo essencial implementar, especialmente, ações de proteção, monitoramento dos sistemas e redes e do ambiente digital da empresa em geral. 

Não se esqueça. Invista em antivírus, sistemas de segurança e certificações que gerem segurança e proteção para sua empresa.

Não se esquecendo de transformar a cibersegurança em um aspecto compartilhado da cultura organizacional da empresa. Onde todos os colaboradores estão cientes dos riscos e necessidades para proteção digital da organização.

Pronto. Agora você já sabe que uma empresa que não investe em segurança digital pode estar vulnerável e em risco contra ataques maliciosos cibernéticos. Aprendeu também  como se proteger disso e que ações deve tomar. 

Dessa maneira, comece agora a cuidar da cibersegurança da sua empresa. Invista na criação de um planejamento de segurança, no desenvolvimento de iniciativas de proteção digital do seu negócio e transforme esse cuidado em uma cultura na empresa. 

Quanto mais empresas e pessoas conscientes da cibersegurança, mais protegidos estarão as empresas e o ambiente digital. Então, comece já a proteger o seu negócio!

Cibersegurança: sua empresa está realmente segura?, Imaginedone

Achou esse artigo útil? Então compartilhe!

Cadastre-se gratuitamente para receber nosso conteúdo